Você é o Visitante nº, desde 22 setembro 2017

Ad Sense

terça-feira, 16 de maio de 2017

Reveja o samba do Lula: ‘Não é nada meu’

Boca Nervosa compôs e Neguinho da Beija Flor canta o sucesso que merece ser reprisado depois do depoimento da usina de vigarices

Composto por Boca Nervosa em março de 2016 , o samba “Não é nada meu” foi cantarolado pela primeira vez em dueto com Neguinho da Beija-Flor pouco depois de Lula ter sido levado para depor em condução coercitiva autorizada por Sérgio Moro. No vídeo inaugural, o sambista faz a introdução: “Mãe, meu parceiro Neguinho da Beija-Flor”. Segurando o papel com a letra da música, que  passaria por retoques e acréscimos até a gravação definitiva, o maior puxador de samba-enredo em atividade prevê: “Grande Boca Nervosa, tá com um sucesso que vai explodir o Brasil”.


Em Curitiba, Lula poderia ter poupado o país que pensa da  discurseira que durou cinco horas. Bastaria ter cantado o refrão que batizou a melodia.

Confira a letra completa da música:
Não É Nada Meu
Não é nada meu Não é nada meu Excelência, eu não tenho nada Isso é tudo de amigos meus
E o tríplex na praia me diga de quem é?
  É de um amigo meu E o sítio de Atibaia? É de um amigo meu E aquela fundação que carrega o seu nome? É de um amigo meu E aquela ilha que o senhor descansa? É de um amigo meu Quem paga a suas contas e suas mordomias?
  São uns amigos meus E aquele jatinho que o senhor usa? É de um amigo meu E aquele filho milionário? Excelência, também não é meu
Não é nada meu Não é nada meu Excelência, eu não tenho nada
  Isso é tudo de amigos meus
Quem é que deu um rombo lá na Petrobrás? São uns amigos meus E quem foi o cabeça de um tal mensalão? É um amigo meu E o bando que foi preso pela federal? É tudo amigo meu Quem deixou o Brasil nessa crise? Excelência, é tudo amigo meu

Fonte: Coluna do Augusto Nunes - VEJA
 

Nenhum comentário: